DATA E HORA

PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS

PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS
O QUE VOCÊ QUER PESQUISAR, VOCÊ ENCONTRA EM UM ÚNICO LOCAL, NO "PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS", A MAIOR FONTE DE INFORMAÇÕES ANTIGAS E ATUAIS DE MINHA QUERIDA E AMADA TERRA POTIGUAR, COM 16 BLOGS, 1350 LINKS, DOIS ORKUTS, UM TWITTER, UM MSN E UMA PÁGINA MUSICAL, TOTALIZANDO 1373 ENDEREÇOS ELETRÔNICOS NA WEB. CRIADO A 28 DE DEZEMBRO DE 2008, PELO STPM JOTA MARIA, COM A COLABORAÇÃO DE JOTAEMESHON WHAKYSHON, JULLYETTH BEZERRA E JOTA JÚNIOR # 100 % NORTE-RIO-GRANDENSE. ACESSE E CONFIRA!

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

ATUAL PRESIDENTE DA ALEJURN

Dr. Jurandir Navarro é o atual presidente da ALEJURN-ACADEMIA DE LETRAS JÚRIDICAS DO RIO GRANDE DO NORTE

PATRONOS

Nº 01           MÚCIO VILAR RIBEIRO DANTAS                 
Nº 02           AMARO CAVALCANTI                        
Nº 03           ALVAMAR FURTADO DE MENDONÇA             
Nº 04           AMÉRICO DE OLIVEIRA COSTA               
Nº 05           FLORIANO CAVALCANTI                     
Nº 06           EDGAR FERREIRA BARBOSA                  
Nº 07           MÁRIO MOACYR PORTO                      
Nº 08           NESTOR LIMA                             
Nº 09           FRANCISCO DAS CHAGAS PEREIRA            
Nº 10           NILO PEREIRA                            
Nº 11           DJALMA ARANHA MARINHO                   
Nº 12           CORTEZ PEREIRA DE ARAÚJO                        
Nº 13           DIOCLÉCIO DANTAS DUARTE                 
Nº 14           JOSÉ GOMES DA COSTA                     
Nº 15           PAULO PEREIRA DA LUZ                    
Nº 16           MIGUEL SEABA FAGUNDES                   
Nº 17           ALMINO ÁLVARES AFFONSO                  
Nº 18           FRANCISCO IVO CAVALCANTI                        
Nº 19           CLAUDIONOR TELÓGIO DE ANDRADE           
Nº 20           MANOEL VARELA DE ALBUQUERQUE            
Nº 21           JOSÉ FERREIRA DE SOUZA                  
Nº 22           JOÃO MEDEIROS FILHO                     
Nº 23           OCTACÍLIO ALECRIM                       
Nº 24           LUÍS DA CÂMARA CASCUDO          
Nº 25           ALUÍZIO ALVES                           
Nº 26           VERÍSSIMO DE MELO                       
Nº 27           JOSÉ GONÇALVES DE MEDEIROS              
Nº 28           HÉLIO GALVÃO                            
Nº 29           JOSÉ AUGUSTO B. MEDEIROS                
Nº 30           BRUNO PEREIRA                           
Nº 31           ODILON RIBEIRO COUTINHO                 
Nº 32           KERGINALDO CAVALCANTI                   
Nº 33           CARLOS ANTONIO VARELA BARCA             
Nº 34           RAIMUNDO SOARES                 
Nº 35           OTTO DE BRITO GUERRA                    
Nº 36           PAULO PINHEIRO VIVEIROS                 
Nº 37           FERNANDO DE MIRANDA GOMES               
Nº 38           MANOEL RODRIGUES DE MELO                
Nº 39           ALBERTO MARANHÃO                        
Nº 40           VÉSCIO BARRETO                          

SÓCIOS FUNDADORES

Nº 01            MARCELO NAVARRO RIBEIRO DANTAS
Nº 02            JOSÉ AUGUSTO DELGADO
Nº 03            FRANCISCO FAUSTO PAULA DE MEDEIROS
Nº 04            MARIA DO PERPÉTUO SOCORRO DE CASTRO
Nº 05            ARMANDO ROBERTO HOLANDA LEITE
Nº 06            PAULO LOPO SARAIVA
Nº 07            JOSÉ ADALBERTO TARGINO ARAÚJO
Nº 08            ENÉLIO LIMA PETROVICH
Nº 09            FRANCISCO DE ASSIS CÂMARA
Nº 10            JURANDIR NAVARRO COSTA
Nº 11            DIÓGENES DA CUNHA LIMA FILHO
Nº 12            ZÉLIA MADRUGA
Nº 13            ADILSON GURGEL DE CASTRO
Nº 14            CARLOS ROBERTO DE MIRANDA GOMES
Nº 15            ERICK PEREIRA
Nº 16            RAIMUNDO NONATO FERNANDES
Nº 17            IVAN LIRA DE CARVALHO
Nº 18            EIDER FURTADO DE MENDONÇA
Nº 19            MIGUEL JOSINO NETO
Nº 20            VALÉRIO DJALMA MARINHO
Nº 21            ANÍSIO MARINHO NETO
Nº 22            ODÚLIO BOTELHO MEDEIROS
Nº 23            IVAN MACIEL DE ANDRADE
Nº 24            ANNA MARIA CASCUDO BARRETO
Nº 25            JOSÉ DANIEL DINIZ
Nº 26            MANOEL BENÍCIO DE MELO SOBRINHO
Nº 27            JOANILDO DE PAULA REGO
Nº 28            JOSÉ ARNO GALVÃO
Nº 29            JOAQUIM SILVIO CALDAS
Nº 30            FRANCISCO DE SALES MATOS
Nº 31            JOSONIEL FONSECA DA SILVA
Nº 32            JOANILSON DE PAULA REGO
Nº 33            ROBERTO BRANDÃO FURTADO
Nº 34            LUIZ ANTONIO MARINHO DA SILVA
Nº 35            LUCIANO ALVES DA NÓBREGA
Nº 36            ESTEFÂNIA FERREIRA DE SOUZA VIVEIROS
Nº 37            JOSÉ RIBAMAR DE AGUIAR
Nº 38            FRANCISCO DE SOUZA NUNES
Nº 39            LÚCIO TEIXEIRA DOS SANTOS
Nº 40            ARTHÚNIO DA SILVA MAUX

ACADEMIA DE LETRAS JURÍDICAS DO RIO GRANDE DO NORTE

Com o lema "RECTA RATIO", que em português significa "RETA RAZÃO", a Academia de Letras Jurídicas do Rio Grande do Norte (ALEJURN),  com seus 40 membros vitalícios-fundadores.
 A ALEJURN é uma associação civil, com sede e foro na cidade de Natal. Composta totalmente por bacharéis em Direito, os membros da Academia são de "notável saber jurídico e ilibada idoneidade moral"  e ainda a ALEJURN tem por finalidade o estudo do direito, e, sobretudo, o aperfeiçoamento das letras jurídicas. "Nós também buscamos incentivar a publicação de livros de direito e resgatar a memória de grandes autores que marcaram a história do direito potiguar", acrescenta.   
Cada um dos membros possui o título de acadêmico, com caráter vitalício, ou seja, para a vida toda. Futuramente, a ALEJURN pretende conceder títulos de honorário e correspondente.
A Academia de Letras Jurídicas do Rio Grande do Norte (ALEJURN) foi fundada no dia 11 de abril de 2007 e   instalada às 23 horas, do  dia 8 de novembro de 2008 (segunda-feira) , em sessão solene que ocorrerá no auditório Lavoisier Maia, do Centro de Convenções, na Via Costeira, que teve como primeiro presidente o sócio fundador da cadeira nº 7 – JOSÉ ADALBERTO TARGINO DE ARAÚJO
A ALEJURN tem como finalidade congregar profissionais da área do Direito que obtiveram o reconhecimento da sociedade em razão da sua produção intelectual e jurídica. Presidida pelo Procurador do Estado Adalberto Targino e tendo como orador o Professor JURANDYR NAVARRO COSTA (Sócio fundador da cadeira nº 10, atual presidente e  é composta por quarenta membros, sendo dez por cento de seus acadêmicos egressos ou integrantes da Justiça Federal no RN. São eles: José Augusto Delgado (Ministro aposentado do STJ), Marcelo Navarro (Desembargador do TRF da 5ª Região), Ivan Lira de Carvalho (Juiz Federal e Diretor do Foro) e José Daniel Diniz (ex-Juiz Federal).
Durante a solenidade de instalação, houve uma conferência proferida pelo professor paulista Adib Kassouf Saad, renomado administrativista, que falará sobre a importância das Academias de Letras Jurídicas, uma vez que ele pertence a idêntica instituição em São Paulo.
Juristas integrantes da Academia de Letras Jurídicas do Rio Grande do Norte:
Marcelo Navarro, José Delgado, Fausto Medeiros, Perpétua Wanderley, Armando Holanda, Paulo Lopo Saraiva, Adalberto Targino, Enélio Petrovich, Assis Camara, Jurandyr Navarro, Diógenes da Cunha Lima, Zélia Madruga, Adilson Gurgel, Carlos Gomes, Erick Pereira, Raimundo Nonato Fernandes, Ivan Lira de Carvalho, Eider Furtado, Miguel Josino, Valério Marinho, Anísio Marinho, Odúlio Botelho, Ivan Maciel de Andrade, Ana Maria Cascudo Barreto, José Daniel Diniz, Manoel Benício, Joanilo de Paula Rego, José Arno Galvão, Silvio Caldas, Francisco de Sales Matos, Josoniel Fonseca, Joanilson de Paula Rego, Roberto Furtado, Luiz Antonio Marinho, Luciano Nóbrega, Estefânia Viveiros, José Ribamar de Aguiar, Francisco de Souza Nunes, Lúcio Teixeira e Arthúnio Maux.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

1 - MÚCIO VILAR RIBEIRO DANTAS

Patrono da cadeira número 1 - Múcio Vilar Ribeiro Dantas     - Consultor-Geral do Estado de março de 1971 a março de 1975, no Governo de Cortez Pereira. Advogado, político e empresário, foi o primeiro Procurador-Geral do Tribunal de Contas do Estado, sendo nomeado no ano de criação da Instituição, em 1960.
Empresário do setor de cana-de-açúcar, presidiu a Associação e a Cooperativa dos Plantadores.
Foi Deputado Estadual nos anos 50 e Professor de Direito na Universidade Federal do Rio Grande do Norte e na Universidade Potiguar.
Morreu, aos 75 anos, em 18 de fevereiro de 2000.            FONTE: SITE DO GOVERNO RN

1 - MARCELO NAVARRO RIBEIRO DANTAS

Sócio fundador da cadeira n° 1 - Marcelo Navarro Ribeiro Dantas

2 - AMARO CAVALCANTI


Patrono da cadeira nº 2 - Amaro Cavalcanti, natural de Caicó-RN, nascido a 15 de agosto de 19849, político, prefeito  nomeado do Distrito Federal.  teve uma vida pública de 50 anos. Ninguém foi mais importante do ponto de vista político do que ele, que foi senador da República e ministro das Relações Exteriores e da Fazenda.
A biografia de Amaro Cavalcanti inclui a sua passagem pela Corte Internacional de Justiça de Haia, procurador-geral da República e um dos autores da Constituição de 1891. Foi ministro do Supremo Tribunal Federal.
Faleceu no Rio de Janeiro no dia 28 de janeiro de 1922
FONTE:   LIVRO 400 NOMES, DE DEIFILO GURGEL, JARDELINO LUCENA, MANOEL ONOFRE JÚNIOR, NELSON PATRIOTA e REJANE CASROSO,, PÁG 55

02 - JOSÉ AUGUSTO DELGADO

SÓCIO FUNDADOR DA CADEIRA Nº 2

Dados Pessoais

NASCIMENTO: 7 de junho de 1938, Município de São José de Campestre, Estado do Rio Grande do Norte.
FILIAÇÃO: João Batista Delgado e Neuza Barbosa Delgado.
CÔNJUGE: Maria José Costa Delgado.
FILHOS: Magnus Augusto Costa Delgado, Juiz Federal da Seção Judiciária do Rio Grande do Norte, Liane Maria Delgado Cadete e Ângelo Augusto Costa Delgado.
NETAS: Beatriz Macedo Delgado, Luiza Macedo Delgado, Priscilla Delgado Cadete e Gabriella Delgado 

03 - ALVAMAR FURTADO DE MENDONÇA MEDEIROS

Patrono da cadeira nº 3 – Dr.  Alvamar Furtado de Mendonça e Menezes ocupou diversas e importantes funções no nosso Estado, na qualidade de Juiz do Tribunal do Trabalho, de membro do Conselho Estadual de Cultura e da Academia Norte-riograndense de Letras, de Professor Universitário e, ainda, de Professor e Diretor do Colégio Estadual do Atheneu Norte-rio-grandense,além de haver exercido, com destaque, durante muitos anos, a atividade de Advogado; Considerando a sua formação humanística e extraordinária cultura jurídica.

03 - FRANCISCO FAUSTO PAULA DE MEDEIROS

Sócio  fundador da cadeira nº 3 - Ministro  Francisco Fausto Paula de Medeiros, natural de Areia Branca-RN, nascido a 13 de maio de 1935, Juiz do trabalho da 6ª Região e primeiro potiguar a ocupar a presidência do Tribunal Superior do Trabalho
(2002/2004).



04 - AMÉRICO DE OLIVEIRA COSTA

Patrono da cadeira nº 4 - Américo de Oliveira Costa, natural de Macau-RN, nascido a 22 de agosto de 1910, grande personalidade da cultura nacional e do Rio Grande do Norte.  Jovem do interior, órfão de pai e de mãe aos 6 anos, desde muito cedo passou a se dedicar à literatura, escrever em jornais, exercer altos cargos públicos (prefeito aos 24 anos de uma cidade do interior de Pernambuco, Promotor de Justiça, Chefe de Gabinete, Secretário Geral de Estado do RN). Cursou Direito em Recife no início da década de 1930, vivenciando os momentos políticos efervescentes, como o “Manifesto do Recife”, e tendo convivido com outros grandes escritores, a exemplo de Álvaro Lins. Américo teve também a honra de receber no RN o general francês Charles de Gaulle, em 1941, período da 2ª Guerra Mundial, em virtude de ser chefe de gabinete do até então interventor Rafael Fernandes. Esteve presente no encontro ocorrido em Natal-RN e em Parnamirim-RN, entre Getúlio Vargas e Franklin Roosevelt, presidentes do Brasil e dos EUA. Como jornalista, esteve também com Assis Chateaubriand. Durante a 2ª Guerra Mundial, por sua estreita relação com a França, integrou o movimento pela França livre “Comitê da França Combatente”, tendo sido um dos fundadores da Aliança Francesa de Natal.
Membro da Academia de Letras do Rio Grande do Norte, Américo saudou diversas personalidades, dentre elas o grande mestre Luís da Câmara Cascudo e o maestro Villa Lobos. Em vida, recebeu diversos prêmios e condecorações, nacionais e do governo francês. Escreveu oito livros, tendo se destacado como crítico literário, recebendo notas elogiosas de diversos escritores, a exemplo de Carlos Drummond de Andrade. Uma leitura indispensável.  
Faleceu em Natal no dia 01 de julho de 1996

4 - MARIA DO PERPETUO SOCORRO WANDERLEY DE CASTRO


Sócio fundadora da cadeira nº 4 -MARIA DO PERPETUO SOCORRO WANDERLEY DE CASTRO, nasceu em 19 de agosto de 1950 em Assu / RN; filha de Adherbal da Costa Wanderley e Francisca Machado Wanderley.
Curso superior em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN - 1969 a 1973 e Curso de Especialização em Direito do Trabalho, promovido pelo Departamento de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, de maio a agosto de 1979, com trabalho de conclusão sobre "A mulher e a previdência social"
Aprovada em diversos Concursos Públicos, exerceu os cargos de Inspetor do Trabalho, na DRT/RN (Natal) entre agosto de 1975 e março de 1976; Procuradora Autárquica do Instituto Nacional de Previdência Social, Superintendência do Rio Grande do Norte e, posteriormente, Instituto de Administração Financeira da Previdência e Assistência Social - IAPAS, Superintendência do Rio Grande do Norte, entre março de 1976 e fevereiro de 1987; Professora do Departamento de Direito Privado (Direito Civil) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, em exercício, 1995.
Aprovada em concurso público para Juiz do Trabalho Substituto do TRT da 13ª Região foi nomeada e tomou posse em 17/02/1987, tendo sido Juíza Presidente da JCJ de Macau, de julho de 1987 a junho de 1989 e Juíza Presidente da 3ª JCJ de Natal, de junho de 1989 a setembro de 1992. Em 17/09/1992 foi nomeada Juíza do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região. Foi Convocada para atuar no Tribunal Superior do Trabalho (2002/2003).
Tem os Títulos de Cidadã Natalense pela Câmara Municipal de Natal por proposição da Vereadora Sonali Rosado no ano de 2000; e cidadã Mossororense pela Câmara Municipal de Mossoró por proposição do vereador Escócia Júnior, no ano de 2003. Diploma de Homenagem do Coletivo Leila Diniz pelo trabalho em favor das mulheres. É membro eleito do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte.

5 - FRANCISCO CAVALCANTI DE ALBUQUERQUE

Patrono da cadeira nº 5 - Floriano Cavalcanti de Albuquerque, natural  de Belém do Pará, aos 10 de dezembro de 1895, mas já aos seis meses foi trazido para Natal, terra de seus pais, o Capitão Pedro Cavalcanti de Albuquerque e Dona Eulália Cavalcanti de Albuquerque.
Aqui fez toda sua vida escolar, nos colégios Americano, Diocesano, Santo Antônio e o Atheneu Norte-rio-grandense.
Concluídos os estudos do que hoje se chama ensino médio, partiu para Recife, a fim de formar-se em Engenharia Civil, de acordo com seus pendores matemáticos, mas só fez o primeiro ano.
O pensamento filosófico o fez mudar para Direito, em que se graduou, na tradicional Faculdade do Recife, em 20 de janeiro de 1919.
De seu próprio testemunho, colhe-se, dessa época, a seguinte recordação:
“Na Academia de Direito, veio-me a paixão da filosofia, avassalando tudo e distendendo os limites de minha visualidade. Lá, então, Kant, Fitch, Hegel, Renouvier, Taine, Locke e Hume…”
Retornando a Natal, já no mês seguinte, fevereiro de 1919, assumia interinamente a cadeira de Filosofia, Psicologia e Lógica do Ateneu e, no ano subsequente, em definitivo, e por concurso, a de História Universal, em que lecionou até 30 de janeiro de 1930, quando assumiu o cargo de Juiz de Direito da Comarca de Pau dos Ferros.
Desde muito cedo sua cultura polimórfica assombrava a província. Filosofia, Psicologia, Sociologia, História, numa palavra, todas as disciplinas humanísticas, além da matéria jurídica propriamente dita, aquele jovem dominava.
É famosa uma sua conferência, do final de 1919, sobre O Pessimismo Encarado sob o Conceito Universalproferida no então Teatro Carlos Gomes, na presença do Governador e de autoridades civis, militares e eclesiásticas da época, em que discorre sobre os mais importantes temas do seu tempo.
Impressiona, ao lê-la, não apenas a vastidão de seus conhecimentos — que vão da literatura antiga à contemporânea, do pensamento dos gregos até aos filósofos atuais, das raízes gregas até as religiões da Índia e da China — mas sua profundidade, e a sintonia com o que havia de mais novo, inclusive ao ponto de tomar posições de vanguarda, como num momento em que, antecipando Teillard de Chardin, que à época ainda nada havia publicado, proclama:
“rege o Universo a lei biocósmica da evolução”.
Sua longa e profícua carreira na magistratura, que começou, como já referido, em Pau dos Ferros, em 1930, continuou em Canguaretama, em 1931 e depois em Natal, na 1.ª Vara da Capital, em 1934.
Em 14 de junho de 1941 ascendeu, por merecimento, à função de Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte, Corte em que pontificou por décadas, produzindo decisões e votos célebres, como “Crime Preterintencional”, “A Natureza do Delito Sexual”, “Responsabilidade Civil do Estado”, “Inadimplemento de Cláusula Contratual” e “Avaria Grossa”.
Em 1945 integrou e presidiu o Tribunal Regional Eleitoral do Estado; em 1952 foi Vice-Presidente, e em 1954, Presidente do Tribunal de Justiça, do qual se aposentou em 27 de dezembro de 1965. Ali dirigiu a Revista do Tribunal de Justiça e deixou marcas de sua eficiente atividade de administrador.
Teve importante atuação política.
Havia sido Juiz do Estado de Sítio, tendo-se ocupado do julgamento das causas decorrentes da chamada Intentona de 1935.
Ao tempo de sua primeira etapa como professor (fase do Atheneu), elegera-se Deputado Estadual (triênio 1923/26), e Constituinte Estadual em 1926, tendo sido líder do Partido Republicano Federal em São Gonçalo do Amarante, entre 1925 e 1929.
Em 1946 foi escolhido, pelas “Oposições Coligadas” (cuja principal agremiação era a UDN – União Democrática Nacional), candidato a Governador, contra José Varela, do PSD – Partido Social Democrático, em pleito famosíssimo, que terminou na Justiça e a respeito do qual a História ainda está por pronunciar-se.
Faleceu em Natal no dia 7 de outubro de 1973                   

5 - ARMANDO ROBERTO HOLANDA LEITE

Sócio fundador da cadeira nº 5 -  Armando Roberto Holanda Leite

domingo, 2 de outubro de 2011

6 - EDGAR FERREIRA BARBOSA

Patrono da cadeira nº 6 - Edgar Ferreira Barbosa, natural de Ceará Mirim-RN, nascido a 15 de fevereiro de 1909. Edgar Barbosa,  onde, por sua cultura, contribuição à educação e vida exemplar, marcou uma época. Formado em Direito no Recife, magistrado e professor universitário, escreveu um dos capítulos mais importantes do nosso jornalismo. Membro fundador da Academia Norte-rio-grandense de Letras e do que seria a Universidade Federal, ambas o esqueceram e deixaram passar despercebida esta data, assim como o Ceará-Mirim que o viu nascer e que ele imortalizou em seus escritos.
Edgar Barbosa defendeu, entretanto, que a informação não vale apenas pela sua fonte, pela personagem e pela idoneidade do órgão de onde procede, mas vale igualmente pelo jornalista que a transmite, redigindo-a sob a compenetração de sua responsabilidade. Mesmo porque, como enfatizava, sem ser pedante nem professoral, a informação deixa de ser uma informação se não é verídica. Faleceu em Natal a 6 de agosto de 1976, sendo sepultado no dia seguinte em Ceará Mirim    

6 - PAULO LOPO SARAIVA

Sócio fundador da cadeira nº 6 - Paulo Lopo Saraiva é Pós-Doutorado em Direito Constitucional pela Universidade de Coimbra; Doutor e Mestre em Direito Constitucional pela PUC/SP; Mestre em Ciências Políticas e Sociais pela Universidade Técnica de Lisboa; Foi Conselheiro Estadual e Federal da OAB; Professor de Direito Constitucional na UFRN, UNP, FARN, FEMSP e ESMARN; Professor "Honoris Causa" do Centro Universitário Monte Serrat (Santos-SP); Professor visitante da Universidade de Coimbra; Presidente da Associação dos Procuradores do Estado do Rio Grande do Norte; Procurador do Estado aposentado.

7 MÁRIO MOACYR PORTO

Patrono da Cadeira nº - 7 - MÁRIO MOACYR PORTO nasceu em João Pessoa, em 3 de janeiro de 1912. Advindo da tradicional Faculdade de Direito do Recife, bacharelou-se ainda muito jovem, assumindo, logo em seguida, o cargo de Promotor Público no Rio Grande do Norte. Por concurso público, ingressou na magistratura paraibana, passando por todas as entrâncias, até chegar ao cargo de Desembargador, sendo patrono de Fórum Municipal no Estado da Paraíba. No Tribunal de Justiça, ocupou duas vezes a Presidência, destacando-se sua administração pelas melhorias estruturais e pela autoria do Projeto de Lei que consagrou a Lei de Organização e Divisão Judiciária do Estado, além do Regimento da Secretaria do Tribunal de Justiça. Falecido aos 20 de novembro de 1997, tive a oportunidade de conhecê-lo pouco antes de seu desaparecimento 

7 - JOSÉ ADALBERTO TARGINO ARAÚJO

Sócio fundador da cadeira nº 7 - José Adalberto Targino Araújo

sábado, 1 de outubro de 2011

8 - NESTOR DOS SANTOS LIMA

Patrono da cadeira nº 8 – Nestor dos santos  Lima, natural de Natal-RN, nascido a 01 de agosto de 1887. Formado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito do Recife em 1909,  sempre esteve dividido entre o trabalho de pesquisa histórica, o magistério, a advocacia, a atividade política e a vida cultural da cidade do Natal e do Estado do Rio Grande do Norte. Professor de Pedagogia e de Pedologia de 1911 a 1923, Diretor da Escola Normal de Natal e do Grupo Escolar Modelo Augusto Severo no mesmo período, ocupou os cargos de Diretor Geral da Instrução Pública e de Diretor do Departamento de Educação do Estado do Rio Grande do Norte  durante todo o governo José Augusto Bezerra de Medeiros, de 1924 a 1928, e na transição para o governo Juvenal Lamartine de Faria, de 10 de janeiro a 31 de julho  de 1928 (Rio Grande do Norte, 1928). Fomentador da Associação de Professores do Rio Grande do Norte, fundada em 20 de dezembro de 1920, Diretor da revista Pedagogium desta Associação de 1921 a 1923, colunista do jornal A República e colaborador em outras publicações – Pedagogia e A Educação – o seu nome também se encontra relacionado com a  difusão educacional do Estado. Nestor Lima é um intelectual atravessado pela experiência. Faleceu em Natal no dia 26 de fevereiro de 1959 histórica que lhe emoldura a perspectiva da modernidade pedagógico-educacional a partir de um quadro modernizador compreendido no período  correspondente                            

8 - ENÉLIO LIMA PETROVICK

Sócio fundador da cadeira nº 8 - Enélio Lima Petrovich, natural de Natal, nascido a 13 de junho de 1934, filho de  CÉLIO PETROVICK (1909 – 1963),  está na presidência do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte (IHGRN) há 42 anos, desde de 1969,  onde desenvolve um inigualável trabalho em favor da cultura do RN. Ex-secretário de Estado, publicista, advogado, historiador, escritor, jornalista, imortal da Academia Norte-riograndense de Letras (ANL),da Cadeira nº 4,  de  7 de dezembro de 1973, há  38 anos, que tem como patrono LOURIVAL AÇUCENA e primeiro  ocupante VIRGILIO TRINDADE.  É acima de tudo, discípulo de Câmara Cascudo, Enélio Petrovich tem como missão de vida zelar pela memória potiguar. Por diversas vezes já fui recebido pelo mestre Enélio no Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte

9 - FRANCISCO DAS CHAGAS PEREIRA

Patrono da cadeira nº 9 - Francisco das Chagas Pereira            

9 - FRANCISCO DE ASSIS CÂMARA

Sócio da cadeira nº 9 Francisco de Assis Câmara

10 - NILO DE OLIVEIRA PEREIRA

Patrono da cadeira nº  10  -  Nilo de Oliveira Pereira, natural de Ceará-Mirim-RN, no dia 11 de dezembro de 1909, filho de Fausto Varela Pereira e Beatriz de Oliveira Pereira.
Ocupou cargos e exerceu funções relevantes na vida pública de Pernambuco: foi secretário do Governo do Estado de Pernambuco, por três vezes; deputado estadual e líder da maioria na Assembléia Legislativa de Pernambuco (1951-1954)diretor do Departamento Estadual de Imprensa e Propaganda; fundador e professor catedrático da Universidade Católica de Pernambuco; diretor da Faculdade de Filosofia da Universidade Federal de Pernambuco-UFPE, por dois mandatos; membro do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano; membro fundador do Seminário de Tropicologia e presidente do Conselho Diretor da Fundação Joaquim Nabuco, entre outros.
TÍTULOS
Professor Emérito da Universidade Federal de Pernambuco
Doutor Honoris Causa pela Faculdade de Direito do Recife
Membro da Ordem dos Advogados-secção de Pernambuco
Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Membro da Academia Pernambucana de Letras
da Academia Norte-rio-grandense de Letras
da Academia Pernambucana de Letras jurídicas
da Academia Nordestina de Letras e Artes
Sócio emérito da Academia de Artes e Letras de Pernambuco
Vice-Presidente da Academia Pernambucana de Letras.
Casou-se em 31 de março de 1943, com Lila Marques Pereira, cujo nome de solteira era Lila Pimentel Marques, filha de Bartolomeu Marques, um dos proprietários da Sociedade de Moagens do Recife, e de Laurinda Rosa Marques. Teve seis filhos: Geraldo, Maria Beatriz, Roberto, Tereza, Eliana e Fátima. Nilo Pereira morreu no Recife, no dia 23 de janeiro de 1992

10 - JURANDIR NAVARRO COSTA

Sócio fundador JURANDIR NAVARRO  COSTA, natalense, advogado. Estudou no Marista e no Ateneu. Diplomou-seem ciências Jurídica e Sociais pela Faculdade de Direito da Universidade do recife. Durante o curso de Direito fez curso de Antropologia .Extensão universitária, renomado sociólogo  brasileiro,GILBERTO FREIRE e curso Direito penal-extensão universitária, sob o criteriosa direção e magistério do Professor Barreto Campelo.

11 - DJALMA ARANHA MARINHO

Natural de Nova Cruz-RN, nascido a 30 de junho de 1908 e faleceu em Natal no dia 26 de dezembro de 1981. Filho de  NESTOR LIMA  e de  AMÉLIA ARANHA MARINHO. Casado com CELINA CAVALCANTI MARINHO

11 - DIÓGENES DA CUNHA LIMA FILHO

Sócio fundador da cadeira nº 11 - DIÓGENES DA CUNHA LIMA FILHO, natural de  Nova Cruz (RN), nascido em 20 de julho de 1937, filho de Diógenes da Cunha Lima e Eunice Pessoa da Cunha Lima. Estudou em Natal e formou-se em Direito, em 1963. Sua dedicação à profissão fez dele um dos mais conceituados advogados do Estado.
Diógenes da Cunha Lima tem ocupado importantes cargos relacionados ao ensino e à cultura, áreas a que se dedica como produtor e incentivador. Foi reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, secretário da Educação e Cultura, presidente da Fundação José Augusto, professor do Curso de Direito e é, atualmente, presidente da Academia Norte-rio-grandense de Letras.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

12 - CORTEZ PEREIRA DE ARAÚJO

Patrono da cadeira nº 12 - Filho de Vivaldo Pereira de Araújo e Olindina Cortez Pereira, José Cortez Pereira de Araújo nasceu em 16 de outubro de 1924, em Currais Novos-RN. Formou-se em filosofia e a seguir em Direito pela Universidade de Pernambuco. Eleito primeiro suplente do senador Dinarte Mariz Mariz pela UDN em 1962. Filiado depois à ARENA foi escolhido governador do Rio Grande do Norte pelo presidente Emílio Garrastazu Médici em 1970, tendo sido, assim, o primeiro governador “biônico” do estado em substituição ao então governador Walfredo Gurgel, inaugurando a nova fase política do RN. Faleceu no dia 21 de fevereiro  de  2004

12 -ZÉLIA MADRUGA

Nascida em 03 de Novembro de 1932 na cidade do Natal, é filha de José Plancácio Madruga e Ana Zebina Madruga.
CARGOS:
1960: Foi nomeada para exercer o cargo de Promotor de Justiça da Comarca de Monte Alegre. No mesmo ano, foi promovida para a Comarca de São Tomé.
1965: Comarca de Macaíba.
1968: Comarca de Mossoró.
1969: Removida para o cargo de Curador de massas falidas, interditos, ausentes e resíduos da Comarca de Natal.
1973: 6º Procurador de Justiça (cargo criado pela Lei 4.133, de 07 de dezembro de 1972).
1983: 2ª Procuradoria de Justiça.
1991: 1ª Procuradoria de Justiça.
1997: 11ª Procuradoria.
1998: Ano da sua aposentadoria.
FONTE: MEMORIAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO RIO GRANDE DO NORTE

13 - DIOCLÉCIO DANTAS DUARTE

PPPatrono da cadeira nº 13 -  – Dioclécio Dantas Duarte, nasceu em Natal a 16 de outubro de 1894. Bacharel em direito pela Faculdade de Direito de Recife, turma de 1917, orador da turma, jornalista político, Secretário de Agricultura no Estado, Secretário Geral do Estado, no governo de Georgino Avelino (15/8/1945 a 9/10/1945),  deputado federal em várias legislaturas. Interventor Federal Interino, no período de 19 de outubro de 1945 a 17 de novembro de 1945, recebendo de Georgino Avelino e passando para Miguel Seabra Fagundes; cônsul do Brasil em Bremem-Alemanha. Presidente do Instituto do Sal, do Banco Aliança do Rio de Janeiro, americanista, municipalista, animador do movimento cooperativista no Estado, orador brilhante. Recebeu a Legião de Honra das mãos do presidente Auriol, em Paris, possuindo ainda condecoração da Venezuela, Paraguai e do Brasil. Faleceu no Rio de Janeiro a 22 de dezembro de 1975.Venezuela, Paraguai e do Brasil. Faleceu no Rio de Janeiro a 22 de dezembro de 1975.

Quem sou eu

Minha foto
SUBTENENTE DA RESERVA REMUNERADA DA GLORIOSA E AMADA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO RIO GRANDE DO NORTE E PERTENCENTE A GUARDA PATRIMONIAL DO ESTADO, NO EFETIVO DO DESTACAMENTO DA GUARDA PATRIMONIAL DE MOSSORÓ. SOU MOSSOROENSE E AMO AS COISAS DE MINHA QUERIDA E AMADA CIDADE DE MOSSORÓ - FUTURA METRÓPOLE, SOU TORCEDOR DO MEU QUERIDO E AMADO BARAÚNAS. EXERCI A FUNÇÃO DE DELEGADO DE POLÍCIA NAS CIDADES DE APODI, ITAÚ, FELEIPE GUERRA, SÃO MIGUEL, DR. SEVERIANO, GOVERNADOR DIX-SEPT ROSADO, RODOLFO FERNANDES, TENENTE ANANIAS, MARCELINO VIEIRA E SEVERIANO MELO. SOU CASADO, PAI DE TRÊS FILHOS: JOTAEMESHON WHAKYSHON, JULLYETTH BEZERRA E JOTA JÚNIOR. TENHO UMA NETA - JÚLIA MELISSA, FILHA DE JULLYETTH E MOISÉS. AMO A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS E AMO AO MEU PRÓXIMO COMOA MIM MESMO, TENHO A MANIA DE PESQUISAR, LER E ESCREVER. SEMPRE PROCURO SER HONESTO E TENHO A HUMILDADE COMO MINHA PRINCIPAL ARMA PARA A MINHA FELICIDADE

AMOL

AMOL
MOSSORÓ

AFLAM

AFLAM
MOSSORÓ

AMLERN

AMLERN
MOSSORÓ

AAPOL

AAPOL
APODI

ALJURN

ALJURN
NATAL

ACLAM

ACLAM
CEARÁ MIRIM

ACADEMIA MACAIBENSE DE LETRAS

ACADEMIA MACAIBENSE DE LETRAS